decápodes

Conhecem-se cerca de 10 000 espécies de crustáceos, da ordem dos decápodes, com formas muito diversas. Têm três pares de maxilípedes e cinco pares de patas locomotoras. O primeiro par é modificado, formando em muitos deles uma pinça. O seu tamanho varia entre alguns milímetros nos mais pequenos e o maior de todos os artrópodes, o caranguejo japonês, cuja distância entre as extremidades das pinças pode atingir os quatro metros.
São principalmente marinhos embora alguns sejam de água doce e outros, muito poucos, terrestres. A maioria dos decápodes é comestível. Com abdómen longo podem citar-se a gamba (gen. Penaeus), o camarão (gén. Palaemonetes), a lagosta da rocha (gén. Panulinus), o lavagante (gén. Homarus), que se podem encontrar nas costas do oceano Atlântico. Com abdómen curto, geralmente designados por caranguejos marinhos, podem citar-se o caranguejo-eremita ou casa-alugada (gén. Pagurus) que vive na concha de moluscos que lhe serve de proteção do abdómen, a centola de patas largas (gén. Libinia) e o caranguejo terrestre, tropical, que pode atingir o tamanho de 30 centímetros (Birgus latro), o caranguejo marinho da rocha que é comestivel (gén. Cancer), o caranguejo azul da costa Atlântica que é comestível (gén. Callinectes), o caranguejo do Alasca (gén. Paralithodes), o caranguejo violinista (gén. Uca) e os caranguejos que vivem no manto das ostras e mexilhões (gén. Pinnotheres).
Como referenciar: decápodes in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-21 15:55:57]. Disponível na Internet: