Denholm Elliott

Ator inglês nascido em 1922. Após ter combatido no exército aliado durante a Segunda Grande Guerra, decidiu enveredar pela carreira de ator, tendo pisado os palcos pela primeira vez em 1947. Pouco depois, estreou-se em cinema com um pequeno papel em Dear Mr. Prohack (1949). Durante a década de 50, envergou a pele de galã em cerca de uma dezena de filmes dos quais se destacam The Sound Barrier (A Barreira Sonora, 1952) de David Lean, The Cruel Sea (1953), Lease of Life (Escândalo na Aldeia, 1954) e Pacific Destiny (1956). Depois de um interregno de seis anos, em que se dedicou à televisão e ao teatro, voltou em grande em Nothing But the Best (1964), ao lado de Alan Bates. A partir daí, conheceu uma fase incaracterística, acumulando papéis secundários em filmes como Alfie (1966), The Sea Gull (A Gaivota, 1968), Robin and Marian (A Flecha e a Rosa, 1976), A Bridge Too Far (Uma Ponte Longe De Mais, 1977) e The Boys From Brazil (Os Comandos da Morte, 1978). Em 1981, participou no grande sucesso Raiders of the Lost Ark (Os Salteadores da Arca Perdida, 1981) no papel de Marcus Brody, chefe e amigo de Indiana Jones (Harrison Ford), tendo repetido a sua prestação em Indiana Jones and the Last Crusade (Indiana Jones e a Grande Cruzada, 1989). Pelo meio, deixou a sua colaboração em grandes êxitos do cinema inglês como Defence of the Realm (Em Defesa da Nação, 1986) e A Room With a View (Quarto Com Vista Sobre a Cidade, 1986). A sua última aparição foi na comédia Noises Off (1992), de Peter Bogdanovich. Morreu em Ibiza, a 6 de outubro de 1992, vitimado pelo vírus da SIDA.
Como referenciar: Denholm Elliott in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-04-08 08:48:54]. Disponível na Internet: