desvantagem

O termo desvantagem e o conceito que se gerou à sua volta ocasionou, tanto nos EUA, como anteriormente na Índia, com as medidas relativamente às castas atrasadas, uma série de medidas que visavam corrigir e compensar as diferenças étnicas e sociais verificadas em áreas como o emprego e a educação, tanto no acesso como na progressão dentro dessas áreas. Assim, certas minorias étnicas foram identificadas como estando em desvantagem social e, por essa razão, foram escolhidas como objeto de ações afirmativas que visavam corrigir essas situações de desigualdade. Os critérios de avaliação dessas situações pautaram-se sobretudo por razões de diversidade étnica mais do que por questões sociais de classe económica e por todas as dificuldades inerentes. Os indivíduos em desvantagem seriam-no, sobretudo, por uma questão de discriminação racial ou étnica e, sublinham os autores que denunciam estas políticas, pelas características associadas à diferença étnica, como a indolência, a falta de educação, a não existência de ética no trabalho, o culto do prazer, entre muitos outros motivos. Na prática, as medidas políticas que visavam corrigir as desvantagens criavam exceções de benefícios para estas minorias desfavorecidas em vez de alterarem a questão de fundo relacionada com os problemas sociais de classe. Como resultado estas exceções apenas serviam de paliativo e não resolviam os problemas reais, sendo muitas vezes acusadas de "discriminações pela positiva", que eram tão ou mais lesivas do que as próprias discriminações. Exemplos dessas ações afirmativas eram as quotas para minorias em escolas e universidades, os cursos de integração para minorias, transportes escolares especiais para minorias étnicas, quotas no acesso ao trabalho em algumas empresas, etc. As questões sociais de fundo não se resolveram e também não se resolveram as situações mais imediatas e pontuais de desvantagem, agravando, nas minorias, o sentimento de distanciamento, e, na maioria branca, de reação negativa contra as vantagens das minorias, provocando em ambos os grupos um forte sentimento de consciência racial. Este insucesso que ocorreu com as políticas dos EUA já tinha ocorrido na Índia, antes e após a independência, aquando das medidas levadas a cabo pelos governos para compensar a situação das castas chamadas de atrasadas. Em vez de contribuir para o desaparecimento progressivo do injusto sistema de castas, através da melhoria das condições gerais de vida das populações, o governo incentivou as pessoas a se organizarem-se em castas de atrasados para acederem a benefícios e subsídios económicos ou políticos.
Como referenciar: Porto Editora – desvantagem na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-06-15 03:42:54]. Disponível em