Diogo de Teive

Humanista português do Renascimento, nascido em Braga nos princípios do século XVI. Foi um dos primeiros portugueses a receber uma bolsa de estudo para estudar em Paris. Lecionou na Universidade de Paris, no Colégio de Guiena, do qual André de Gouveia era reitor, e na Universidade de Coimbra. A convite de D. João III, fez parte do corpo docente do Colégio das Artes. Foi preso pela Inquisição em 1550, acusado de heterodoxia religiosa. Libertado ao fim de um ano, regressou ao Colégio das Artes, vindo a tornar-se seu diretor. Escreveu tragédias e diversos ensaios de interpretação histórica e filosófica, sempre em latim.
Como referenciar: Diogo de Teive in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-03-30 10:32:39]. Disponível na Internet: