diospireiro

Designação comum de plantas arbóreas da família das Ebenáceas e do género Diospyros. O género Diospyros inclui cerca de duas mil espécies, quase todas espontâneas nas zonas subtropicais e tropicais.
As espécies do género Diospyros são arbustos ou árvores de folha caduca. As folhas são simples, alternas e pecioladas. São plantas dioicas. As flores são solitárias ou dispõem-se em cimeira ou em fascículos. São flores pequenas, actinomórficas. O perianto diferencia-se num cálice persistente, com três a oito sépalas unidas e numa corola gamopétala, com três ou oito pétalas. O androceu é composto por dois a numerosos estames. O gineceu é formado por três a oito carpelos. O ovário é súpero e plurilocular, com dois óvulos por lóculo. O fruto, vulgarmente designado diospiro, é uma baga, indeiscente, com uma a 16 sementes endospérmicas. Tem um elevado teor em vitamina A.
O diospireiro Diospyros kaki, também comummente designado alperceiro-do-Japão ou caqui, é uma árvore de copa arredondada e ritidoma escamoso. As folhas são elípticas a oblongas, acuminadas e com pecíolo com cerca de um centímetro. As flores masculinas e as femininas são solitárias. A floração ocorre, geralmente, no mês de junho. Os frutos, vulgarmente designados por diospiros, são amarelo-avermelhados e doces, quando maduros. As espécies cultivadas para a fruticultura são o Diospyros kaki, o Diospyros lotus (ébano-verde, guiacana ou árvore-de-Santo-André) e o Diospyros virginiana (diospireiro-da-Virgínia). As duas últimas espécies citadas são utilizadas fundamentalmente como porta-excerto. A sua cultura começou na China, Japão e Coreia, tendo sido nos séculos XVIII e XIX introduzido na Europa.
Na Bacia Mediterrânica é onde melhor se desenvolvem os processos de produção e melhoramento.
Em Portugal, o diospireiro está espalhado por todo o país. Têm sido ultimamente cultivadas espécies não adstringentes cujos frutos podem ser consumidos ainda rijos e com maturação incompleta.
Nas espécies adstringentes a parte comestível do fruto é constituída por células dispersas pela polpa, ricas em tanino.
Como referenciar: diospireiro in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-06 11:38:44]. Disponível na Internet: