dioxina

Uma dioxina consiste em qualquer dos membros de uma família de cerca de 200 compostos orgânicos, que são hidrocarbonetos heterocíclicos. Este termo é, no entanto, vulgarmente aplicado a apenas um dos membros dessa família, o 2,3,7,8-tetraclorodibenzo-p-dioxina (2,3,7,8-TCDD), um químico muito tóxico que ocorre como impureza no agente laranja utilizado como desfolhante na guerra do Vietname, e por vezes no herbicida 2,4,5-T.
Pensa-se que o contacto com esta substância pode provocar uma anomalia na pigmentação da pele, certas malformações congénitas, aborto e cancro.
Tragédias que envolvem a libertação acidental de grandes quantidades destes compostos para o meio ambiente ocorreram em Seveso (Itália) e em Times Beach, no estado de Missouri (EUA).
Libertam-se pequenas quantidades de dioxinas quando se procede à combustão de materiais que contenham cloro (madeira tratada, fumos de escape tratados com aditivos clorados e plásticos) e como consequência do uso de determinadas técnicas de obtenção de papel.
A eventualidade de contaminação dos alimentos levou a União Europeia a reduzir significativamente o valor admitido para a emissão destes compostos pelas incineradoras. As dioxinas podem surgir como produto secundário no fabrico do bactericida hexaclorofeno.
Como referenciar: Porto Editora – dioxina na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-01-22 10:00:21]. Disponível em