disenteria

A designação disenteria abrange uma série de afeções intestinais, provocadas por diferentes micro-organismos, que apresentam um modo de transmissão (através de água, alimentos e objetos contaminados com fezes) e um quadro sintomático semelhantes: inflamação da mucosa e submucosa intestinal, diarreia líquida e muito frequente com perca de sangue, dores abdominais fortes, vómitos, cefaleia, febres elevadas, mal-estar generalizado e até a morte, em 30 a 50% dos casos, não medicados, de origem bacteriana.
A disenteria é uma doença endémica das regiões tropicais e sub-tropicais, onde as condições de higiene sejam precárias. Pode ser causada por vários agentes microbianos, sendo mais frequente a disenteria bacilar, causada por vários tipos de bactérias, como a Escherichia colli enteroenvasiva e membros do género Shigella (mais frequente a Shigella dysenteriae). Outro tipo de disenteria, menos frequente, é a amebiana, causada por um protozoário, a Entamoeba histolytica, que embora evoluindo mais lentamente que a de origem bacilar, provoca diarreias agudas muito graves, podendo ocorrer a formação de abcessos hepáticos. A infeção pela Entamoeba histolytica afeta também outros animais para além do homem, como primatas, porcos, cães e gado bovino.
Como referenciar: disenteria in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-04 15:12:59]. Disponível na Internet: