Artigos de apoio

Do Chiado a S. Bento
Sequência do volume de crónicas Viagens no Chiado, publicado em 1887: "Eis a crónica no seu velho posto, em armas para combate. Combate - é um modo de escrever, porque nunca nenhuma crónica terá sido mais inofensiva, nem mais cortês, nem mais dada à boa paz do que esta - inimiga de jacobinismos em política, em arte, em literatura, em toilette, em ciência e em perfumes."

Dispondo-se a abordar "tudo o que passou ou merecia passar no Chiado", o autor está a antecipar a diversidade de assuntos que preenchem as crónicas, onde se inserem reflexões acerca da própria função da crónica. No âmbito estritamente literário, salienta-se a terceira parte do volume, que contém a evocação de vários escritores célebres, como Ramalho Ortigão, Andrade Corvo, Tomás Ribeiro, Bento Moreno, Pinheiro Chagas ou Émile Zola.

A obra inclui um índice onomástico, apêndice útil e raro nas congéneres da época.
Como referenciar: Do Chiado a S. Bento in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-11-25 05:32:12]. Disponível na Internet: