Domingos Rebelo

Artista plástico português, Domingos Maria Xavier Rebelo nasceu em Ponta Delgada, na ilha de S. Miguel, a 3 de dezembro de 1891, e faleceu em Lisboa no dia 11 de janeiro de 1975. Desde muito novo revelou propensão para a arte e, com apenas 13 anos de idade, iniciou-se publicamente no mundo das artes como amador, através da exposição de um quadro na montra de uma loja. Aos 15 anos partiu para Paris onde frequentou a Academia Julien e um Curso Livre na Grand Chaumière. Ali viveu seis anos, convivendo com outros nomes da pintura portuguesa como Amadeo de Souza-Cardoso, Santa-Rita, Dórdio Gomes, Eduardo Viana, Manuel Bentes e Pedro Cruz, entre outros, no ambiente em que se fazia sentir a originalidade dos modernistas Cézanne, Matisse e Modigliani. Foi nesse meio artístico que Domingos Rebelo aperfeiçoou a sua formação técnica. Em 1913 estava de regresso à sua ilha natal, onde permaneceu trinta anos, deslocando-se de vez em quando a Lisboa e participando com regularidade nas exposições anuais da Sociedade Nacional de Belas-Artes. Em 1942 Domingos Rebelo estabeleceu-se definitivamente em Lisboa, onde completou a obra a fresco iniciada pelo pintor Sousa Lopes (quatro dos sete painéis que decoram o salão nobre da Assembleia da República).
O artista inspirou-se no povo e na paisagem açorianas, identificando-se, também, com o mundo açoriano que retratou: a religiosidade deste povo e a pureza das suas paisagens. Estes temas açorianos, onde procurou as suas raízes, valorizaram o aspeto etnográfico de que se reveste a sua obra.
A sua faceta realista concretizou-se, também, na predileção do pintor pela reprodução em tamanho natural do objeto pintado, o que explica, em parte, as grandes dimensões de muitas das telas que utilizou. O recurso a grandes superfícies reporta-nos à pintura mural que Domingos Rebelo várias vezes realizou, e cujo testemunho podemos presenciar, quer em instituições religiosas, como a igreja de São João de Deus, quer em edifícios públicos, como o palácio de São Bento.
Como referenciar: Domingos Rebelo in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-17 11:01:53]. Disponível na Internet: