Donna Summer

Cantora norte-americana, LaDonna Adrian Gaines nasceu a 31 de dezembro de 1948, em Boston, Massachusetts.
Em criança, cantou em coros de igreja, fortemente influenciada pela música gospel. Na adolescência, fez parte de um grupo chamado Crow. No ínício dos anos 70 viajou para a Alemanha, para integrar a produção alemã do musical Hair. Aí conheceu o ator Helmut Sommer, com quem casou, e cujo apelido adotou (com uma ligeira modificação fonética). Chegou a cantar, durante algum tempo, numa versão de "Porgy And Bess" da Vienna Folk Opera.
A sua primeira gravação a solo data de 1971, com o título "Sally Go'Round The Roses". Todavia, o sucesso só chegou em 1974, quando começou a colaboração com Giorgio Moroder e Pete Bellotte, dando voz a vários êxitos da música de dança dos anos 70, o disco sound, cujo maior exemplo foi "Love to Love You Baby" (1975), tema conhecido pelos seus 17 minutos de duração. Considerado o grande clássico da sua carreira, este tema despoletou uma série de álbuns que a tornaram numa figura de proa das pistas de dança: A Love Trilogy (1976), cujo tema-título foi tripartido em "Try Me", "I Know" e "We Can Make It"; Four Seasons Of Love (1976); I Remember Yesterday (1977), que incluiu as canções "I Remember Yesterday" e "I Feel Love"; Once Upon a Time (1977); Live and More (1978), do qual fez parte o tema "MacArthur Park"; Bad Girls (1979), o álbum onde o rock e o disco se tocam, como é o caso dos temas "Hot Stuff", "Bad Girls" e "Dim All the Lights"; On the Radio, coletânea dos maiores êxitos, que incluiu o dueto com Barbra Streisand em "No More Tears (Enough Is Enough)" (1979). A década de 80 marcou o declínio comercial da cantora, já na editora Geffen, sendo de assinalar os álbuns The Wanderer (1980), Donna Summer (1982), She Works Hard for the Money (1983), e Cats Without Claws (1984), que incluiu uma versão de "There Goes My Baby" dos Drifters, e o sucesso "Forgive Me". Esta fase foi também marcada pela recusa da Geffen em editar I'm a Rainbow (1982), por não considerar o disco digno de comercialização. Este disco seria editado em 1996. Na sequência deste episódio, a cantora poria termo à sua ligação com Moroder e Bellote e juntar-se-ia a Quincy Jones. O resultado foi o álbum Donna Summer (1982), que produziu o êxito "Love Is in Control (Finger on the Trigger)". A cantora atravessava uma fase de indefinição da sonoridade, alterando constantemente o rumo dos sons dançáveis para o R&B e vice-versa. A esta indefinição não terá sido estranho o insucesso dos álbuns lançados, apesar de alguns temas esporádicos de sucesso.
Na década de 90, destaca-se a edição de Endless Summer (1994), que trouxe às pistas de dança o tema "Melody of Love", e de "Carry On" (1997), um regresso em força da cantora, num single produzido por Giorgio Moroder, vencendo o Grammy de Melhor Gravação de Dança. Em 1998, lançou a gravação ao vivo VH-1 Presents Live And More Encore!, do qual fez parte o tema de dança "I Will Go With You" (versão do êxito "Con Te Partiro" de Andrea Bocelli e Sarah Brightman), nomeado para o Grammy de Melhor Canção de Dança.
Donna Summer conquistou cinco prémios Grammy ao longo da sua carreira: um dueto com Barbra Streisand em "Last Dance" (1978), pertencente à banda sonora do filme Thank God It's Friday; os temas "Hot Stuff" (1979), "He's a Rebel" (1983), "Forgive Me" (1984), e ainda o single "Carry On"(1997). "Last Dance" foi galardoado com um Óscar para Melhor Canção.
Em 2003, é reeditado o multi-platinado álbum Bad Girls, numa edição de luxo com vários temas extra. A longevidade e a consistência da cantora valem-lhe ainda hoje o título de Queen of Disco.
Como referenciar: Donna Summer in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-24 21:49:19]. Disponível na Internet: