Artigos de apoio

Doris Ulmann
Fotógrafa norte-americano, Doris Ulmann nasceu em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América, em 1882. Oriunda de uma família judaica, frequentou a School of The Ethical Society e estudou na Columbian University, onde foi aluna de Clarence H. White. Foi nesta altura que se iniciou na fotografia.
Durante vários anos trabalha como retratista, fotografando várias personalidades ilustres - entre as quais Albert Einstein ou Lewis Mumford - no seu estúdio, em Nova Iorque.
Enquanto pictorialista, Ulmann inspira se nas obras dos grandes mestres da pintura europeus e nas fotografias de Hill e Adamsom e Clarence White.
Nos anos vinte regista se uma viragem no seu trabalho: decide abandonar o conforto do estúdio para começar a viajar e fotografar os trabalhadores desfavorecidos das zonas rurais da América, acompanhada de uma câmara ultrapassada e de um tripé. Seriam precisamente as fotografias produzidas durante estas viagens, entre 1928 e 1934, que a viriam a notabilizar.
Durante esta época tirou milhares de fotografias a trabalhadores de uma plantação na Carolina do Sul, algumas das quais acabaria por publicar num livro de edição limitada e expor numa mostra pública. Numa tentativa de preservar uma cultura que, na sua opinião, estaria a desaparecer, trabalhou particularmente nas terras altas, retratando a população trabalhadora rural que vivia nas montanhas.
As fotografias de Doris Ulmann constituem um espólio precioso, que permitiu documentar a beleza da cultura rural dos povos do Sul dos Estados Unidos. Imagens que são um registo etnográfico e histórico valioso, para além de serem consideradas as mais belas fotografias picto realistas alguma vez realizadas.
Nos seus últimos anos de vida, Ulmann tirou mais de 10 mil fotografias e ilustrou vários livros.
Doris Ulmann morreu em 1934.

Como referenciar: Doris Ulmann in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-03-25 07:39:21]. Disponível na Internet: