Droseráceas

Família de dicotiledóneas que se distribui por seis géneros e cerca de 97 espécies. As plantas desta família são ervas geralmente vivazes, insetívoras.
As Droseráceas (Droseraceae) são cosmopolitas.
As folhas são alternas ou radicais, arrosetadas, providas de glândulas pediculadas, e apresentam pequenas gotas hialinas. As estípulas podem ou não estar presentes.
As flores dispõem-se em cimeira, em cacho ou solitárias. São hermafroditas, regulares e heteroclamídeas. Têm o perianto distinto em cálice, normalmente composto por cinco sépalas, e corola, geralmente com cinco pétalas livres. Os estames são quase sempre em número de cinco ou dez. Normalmente, estão presentes três carpelos soldados. O ovário é súpero, unilocular e com três ou mais óvulos.
O fruto é uma cápsula loculicida, com sementes desprovidas de albúmen.
As Droseráceas incluem, entre outras espécies, a Drosera rotundifolia, que se encontra no Norte de Portugal e a Drosera intermedia, que se encontra desde o Minho até à Estremadura, ambas conhecidas por rosela ou orvalhinha, e a Drosophyllum lusitanicum, isto é, o pinheiro-baboso ou orvalho-do-sol, que se encontra entre o Douro e o Algarve.
Como referenciar: Porto Editora – Droseráceas na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-11-28 14:18:30]. Disponível em