Duarte de Brito

São escassos ou nulos os dados biográficos relativos a este poeta palaciano coligido no Cancioneiro Geral de Garcia de Resende. O corpus poético de Duarte de Brito compreende composições individuais de temática amorosa, preferencialmente longas, batidas pelos paradoxos do sentimento amoroso, mas sobretudo por um tom de desespero e lamento que explora com angústia a antítese vida/morte. Tributária de Dante, via El Infierno de los Enamorados do Marquês de Santillana uma das composições mais importantes de Duarte de Brito, "em que / conta o que a ele e a ou- / tro ll'aconteceo com ûu Roussinol e / muitas cosas / que vio.", é, em muitos aspetos, precursora de Bernardim Ribeiro. Com efeito, a expressão exacerbada da desventura dos namorados através de inúmeras variações sobre a tristeza e a dor de amor, o canto do rouxinol, o isolamento do sujeito poético numa natureza solitária e alegórica parecem anunciar na lírica deste poeta palaciano o ambiente literário que propiciou a criação da Menina e Moça.
Como referenciar: Duarte de Brito in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-26 01:50:58]. Disponível na Internet: