Edmund Hillary

Montanhista neozelandês, Sir Edmund Hillary, nascido a 20 de julho 1919, em Tuakau, e falecido a 11 de janeiro de 2008, foi o primeiro homem a conseguir escalar até ao topo do Monte Evereste.
A 29 de maio de 1953, Hillary e o seu companheiro Tenzig Norway atingiram o cume do Everest.
Depois de muito terem escalado, Edmund Hillary e Tenzig Norway chegaram à parede de pedra (na parte oeste do cume), que um destacamento anterior ao deles tinha descrito como insuperável. Com Hillary a liderar a escalada conseguiram superar o obstáculo e atingir o topo. A tentativa de escalar montanhas não acabou por aqui. Sir Edmund Hillary (Hillary recebeu o título de Sir aos trinta e quatro anos) participou em várias escaladas, principalmente nos Himalaias. Este facto levou-o a criar um laço e uma admiração pelo povo himalaico. O montanhista admirava-se com o entusiasmo e sentido de humor que a população tinha, independentemente da vida rudimentar que levavam.
Neste sentido, Edmund Hillary decidiu unir esforços para ajudar os himalaicos, construindo-lhes escolas e providenciando assistência médica.
Nasceu a Fundação Americano-Himalaica (FAH), que ainda continua a prestar serviços educativos, de preservação cultural, cuidados de saúde e conservação ambiental, na zona dos Himalaias.
Na parte do Monte Evereste que se situa no Nepal, a F. A. H. trabalha em conjunto com Sir Edmund a fundar escolas e hospitais, a ajudar na reflorestação e restauração de templos sagrados.
Os refugiados do Tibete são igualmente ajudados pela Fundação na sua difícil luta pela sobrevivência e preservação da sua cultura.
Como referenciar: Edmund Hillary in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-07-12 02:04:06]. Disponível na Internet: