Eduard Shevardnadze

Político georgiano, Eduard Shevardnadze nasceu em 1928, em Mamati, na Geórgia. A sua carreira política começou nos quadros do Partido Comunista da União Soviética. Em 1972 tornou-se o primeiro-secretário do Comité Central do partido na Geórgia. A partir dos anos 80 ocuparia lugares de verdadeiro destaque, tanto a nível nacional como internacional.
Em 1985, o novo líder soviético Mikhail Gorbachev promoveu-o a membro do Politburo e a ministro dos Negócios Estrangeiros. No exercício deste cargo, Shevardnadze foi o responsável pela retirada das tropas soviéticas do Afeganistão (1988) e por várias rondas de negociações com os Estados Unidos para a redução de armamento. No plano de política interna, foi uma das figuras mais próximas de Gorbatchev e um dos seus grandes apoiantes no processo reformista da Perestroika. No entanto, demitiu-se do ministério em 1990, em consequência do crescente poder que os conservadores estavam a tomar no governo de Gorbachev. Regressando em 1992 à vida política da sua república natal, a que a desagregação do regime soviético permitiu a independência, Shevardnadze tornou-se chefe de Estado. Os principais problemas que teve de passar a enfrentar relacionavam-se com as graves dificuldades económicas do país e com a preocupante escalada de violência verificada no território, para além dos conflitos ligados à política externa.
Em 1994 Shevardnadze pediu que fosse reconstituído o cargo de Presidente da República, abolido após a queda do anterior presidente, Gamsakhurdia, em 1992. Nas eleições levadas a cabo no ano seguinte, Shevardnadze tornou-se Presidente da República da Geórgia, tendo sido reeleito em 2000. Em 2003 foi novamente eleito, mas a crise económica e os graves problemas sociais vividos no país, deram origem a uma contestação eleitoral e a um levantamento popular liderado por Mikhail Saakachvili, forçando Shevardnadze a demitir-se. Novas eleições foram realizadas em janeiro do ano seguinte e Saakachvili tornou-se o presidente do país.
Durante o exercício das suas funções, Shevardnadze foi alvo de atentados, em 1995, 1998 e 1999. As causas dos atentados foram atribuídas pela Geórgia aos conflitos mantidos com a Rússia.
Como referenciar: Eduard Shevardnadze in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-10 01:28:11]. Disponível na Internet: