Ejnar Hertzsprung

Engenheiro químico e astrónomo dinamarquês, Ejnar Hertzsprung nasceu a 8 de outubro de 1873 em Frederiksberg, próximo de Copenhaga. Era filho do diretor de uma companhia de seguros que tinha estudado astronomia durante a sua juventude mas que não conseguiu arranjar emprego nessa área. Hertzsprung estudou química no politécnico de Copenhaga, tendo depois trabalhado em São Petersburgo entre 1898 e 1901. No verão de 1902 foi estudar para Liepzig, mas devido à morte do seu irmão regressou a casa para viver com a irmã e a mãe. Aí iniciou uma vida dedicada à ciência, sendo a sua primeira publicação em estereofotografia e espetrofotometria. Apesar de estas publicações não fazerem qualquer referência à astronomia, desde esta data começou a fazer visitas frequentes ao observatório da Universidade de Copenhaga. Assim, em 1905 publicou os resultados das suas investigações sobre as estrelas de diferentes classes espetrais, tendo dividido as classes G, K e M em duas séries com diferente luminosidade, concluiu que as estrelas vermelhas mais brilhantes deveriam ser muito grandes quando comparadas com o nosso Sol. O pequeno número destas estrelas gigantes levou-o a tirar a ilação de que são estrelas num estádio de rápida evolução e pressupôs que devia haver uma ligação entre a classe espetral e a luminosidade das estrelas.
Em 1907 publicou um artigo no qual combinou a sua experiência no seu passatempo, a fotografia, com importantes questões da astrofísica e enviou uma impressão para Schwarzchild, então diretor do observatório de Gotinger. Depois de se encontrarem em 1908, Schwarzschild propôs Hertzsprung como professor extraordinário e foram trabalhar juntos para o Observatório de Postdam, em 1909. Em 1913 Hertzsprung mediu a distância à Pequena Nuvem de Magalhães, a primeira distância a um objeto fora da Via Láctea, pelo método das estrelas cefeides e em 1919 transferiu-se para o observatório da Universidade de Leyden.
Trabalhou no observatório da Universidade de Leyden até 1945, onde se tornou diretor em 1935 e realizou descobertas importantes na evolução de enxames abertos e estrelas variáveis. Hertzsprung permaneceu ativo no campo da investigação até cerca dos 90 anos, contudo, o seu maior contributo para a astronomia foi ter relacionado a luminosidade das estrelas com a sua classe espetral. Estes diagramas são agora conhecidos por diagramas de Hertzsprung-Russell ou simplesmente diagramas HR e tornaram-se extremamente importantes para o estudo da evolução estelar. Morreu em 21 de outubro de 1967 em Roskilde na Dinamarca.
Como referenciar: Ejnar Hertzsprung in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-10 03:07:55]. Disponível na Internet: