elaboração psíquica

Termo utilizado na psicanálise e na psicologia clínica e que consiste numa função fundamental do psiquismo. Esta função caracteriza-se na capacidade psíquica que permite fazer face às tensões provocadas pelas modificações existentes no meio ambiente, ou pelas próprias modificações que ocorrem no próprio indivíduo. Por estas modificações internas entende-se todas as transformações físicas e psíquicas próprias do desenvolvimento normal de um sujeito.
A elaboração psíquica é, assim, num sentido lato, a assimilação dos acontecimentos internos e externos ao sujeito.
Numa perspetiva psicanalítica, é a transformação da energia livre em energia ligada, o que permite aceder ao processo secundário e adiar a descarga da tensão sob forma física ou alucinatória. Esta elaboração é própria de adultos com um ego equilibrado, com capacidade para pensar sobre as coisas. A incapacidade de elaboração psíquica é segundo, Pierre Marty, um dos fatores de doenças psicossomáticas, já que, perante a inabilidade de pensar, o sujeito reencaminha a neurose para o próprio corpo.

Como referenciar: elaboração psíquica in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-19 02:56:33]. Disponível na Internet: