Artigos de apoio

Elixir da Juventude
O elixir da juventude, também conhecido como o elixir da longa vida, destinado a eliminar a velhice e a decrepitude, é um mito muito antigo. Os antigos magos acreditavam poder captar as energias vitais universais e concentrá-las num medicamento universal que manteria o corpo jovem e são, com o objetivo de prolongar a vida de alguns eleitos, contribuindo assim para a evolução da humanidade.
Os alquimistas acreditavam que o elixir da juventude se encontrava no Ouro Potável, cujas propriedades permitiriam a cura e a regeneração do organismo, prolongando a vida.
O elixir da longa vida tinha também o nome de "água dos filósofos". Na Bíblia, é referido como a "Água da Vida".
Os antigos sábios acreditavam que as forças e os fluidos regeneradores da natureza eram mais eficazes pela manhã e consideravam que a pérola do orvalho, tal como a seiva vegetal, tinha propriedades especiais. A natureza foi assim considerada o recetáculo de um valioso património que era obtido através das plantas colhidas em horas, dias e estações especiais, segundo processos rituais e místicos. Muitos sábios acreditavam que a água era o fluido mais complexo e paradoxal que existia e que era o elixir, por excelência, capaz de transportar em si as forças etéreas ou cósmicas.
O mito do elixir da juventude teve algumas variantes, como foi o caso da lenda da fonte da juventude que teve a sua origem na Ásia Oriental, que os Espanhóis pensavam situar-se nas Ilhas das Baamas, e que o explorador espanhol Ponce de Léon do século XVI procurou em Bimini. Ponce de Léon conseguiu do rei espanhol armas e homens para a empresa da procura da fonte da juventude, que nunca chegou a encontrar e que acabou por desgraçar todos os elementos da expedição.
Como referenciar: Elixir da Juventude in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-09-22 14:31:42]. Disponível na Internet: