Elizabeth Blackwell

Médica britânica, naturalizada norte-americana, Elizabeth Blackwell nasceu a 3 de fevereiro de 1821, em Counterslip, em Bristol, na Grã-Bretanha.
Filha de um refinador de açúcar, a jovem e os seus oito irmãos mudaram-se para Cincinnati, no Estado de Ohio, nos Estados Unidos da América, em 1832. Formou-se em Medicina, em 1849, na Geneva Medical College, em Nova Iorque (atualmente Hobart and William Smith Colleges). Elizabeth e a sua irmã Emily Blackwell tornaram-se nas primeiras mulheres a obter o diploma e a poder exercer medicina. Em abril desse ano, naturalizou-se cidadã norte-americana.
Ainda em 1849, partiu para a Europa onde estudou obstetrícia, na La Maternité, em Paris. Aí contraiu uma infeção ocular que a deixou cega do olho esquerdo, vendo-se, por isso, forçada a abandonar a ideia de se tornar médica cirurgiã. Entre 1850 e 1851, frequentou o St. Bartholomew's Hospital, em Londres, sob a orientação do médico James Paget. De regresso a Nova Iorque, em 1951, começou a exercer medicina e, juntamente com a irmã e com Marie Zakrzewska, criou a New York Infirmary for Indigent Women and Children (1857), a primeira instituição a trabalhar exclusivamente com mulheres médicas.
Em 1858, partiu de novo para Londres onde realizou alguns cursos e conferências sobre medicina e sobre a relação das mulheres com aquela área de trabalho. Em 1959, tornou-se na primeira mulher ficar inscrita nos registos médicos britânicos e, nessa altura, conheceu a jovem inglesa Elizabeth Garrett Anderson, futura médica, a primeira inglesa a exercer medicina.
Depois de ter regressado aos Estados Unidos da América e de aí ter fundado com a irmã Emily a Women's Medical College of the New York Infirmary (1868), Elizabeth Blackwell decidiu, em 1869, estabelecer-se definitivamente em Inglaterra e, em 1871, foi uma das fundadoras da National Health Society of London. Entre 1875-1907, lecionou Ginecologia na London School of Medicine for Women.
Das várias obras publicadas por Elizabeth Blackwell salientam-se The Physical Education of Girls (1852), Counsel to Parents on the Moral Education of Their Children (1878) e a sua autobiografia Pioneer Work in Opening the Medical Profession to Women (1895).
Elizabeth Blackwell faleceu a 31 de maio de 1910, em Hastings, em Sussex, na Grã-Bretanha.
Como referenciar: Elizabeth Blackwell in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-18 22:58:09]. Disponível na Internet: