enfarte

O termo enfarte refere-se à ocorrência de necrose (morte) tecidular num órgão, decorrente de uma redução significativa da circulação local.
O enfarte do miocárdio (músculo cardíaco) é uma das principais causas de morte em Portugal, ocorrendo, em 90% dos casos, como consequência da obstrução parcial ou total de uma artéria coronária por um coágulo, processo que é facilitado pela diminuição do calibre das artérias quando estas têm depósitos significativos de gordura (colesterol).
O enfarte surge de um modo súbito, caracterizado por uma dor e uma sensação de aperto no peito, através do esterno, podendo a dor irradiar para o braço esquerdo, pescoço, maxilar e até costas. A duração varia entre os 20 min. e várias horas, podendo ainda ocorrer náuseas, vómitos, dificuldades respiratórias, perca de consciência e até morte, nos casos agudos. O transporte rápido para uma Unidade de Cuidados Intensivos é essencial. Podem ainda ocorrer enfartes muito leves, que passam despercebidos e são detetados apenas através de eletrocardiogramas (ECG).
Os principais fatores potenciadores de um enfarte decorrem do consumo frequente de tabaco e álcool, hipertensão, colesterol, diabetes, obesidade, tensão nervosa e falta de exercício físico. Após um enfarte, a fim de prevenir novas crises, é essencial a anulação dos fatores de risco, assim como uma vigilância médica regular.
Como referenciar: enfarte in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-22 01:19:53]. Disponível na Internet: