Epanáfora

Do grego epanaphorá e do latim epanaphora, o m. q. anáfora. Figura de estilo que consiste na repetição da mesma palavra ou palavras no início de vários versos ou frases sucessivas e que exprime a intensidade de uma ideia. Segundo J. P. Coelho, citando Henri Morier, esta figura "traduz uma insistência que nasce de um modo de ser ou de um estado de alma dinâmico, ativo, por oposição à epífora, que sugere sobretudo passividade, renúncia, aceitação.

Exemplo:
"Amor é fogo que arde sem se ver; É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer"
(Camões)
Como referenciar: Epanáfora in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-14 19:29:59]. Disponível na Internet: