Epos

Prémio Revelação de Poesia em 1983 da Associação Portuguesa de Escritores (ex aequo). Poesia que prefere frequentemente a composição monoestrófica, numa discursividade construída a partir de micronarrativas metafóricas, de que emergem "As palavras, poalha de sentido, ilhas / acesas na senda do discurso impossível".
Como referenciar: Porto Editora – Epos na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-23 23:24:30]. Disponível em