Ericáceas

Família dicotiledóneas distribuída por cerca de 130 géneros e cerca de 2700 espécies. As plantas desta família são lianas, por vezes epífitas, arbustos ou, raramente, árvores.
As Ericáceas (Ericaceae) são cosmopolitas.
As folhas são simples, inteiras ou serradas, alternas, por vezes opostas ou verticiladas, sem estípulas. São, normalmente persistentes e coriáceas. As flores são solitárias ou dispõem-se em inflorescências, geralmente do tipo racimo, espiga ou corimbo, bracteadas. São, geralmente, hermafroditas, actinomorfas. O cálice tem quatro ou cinco sépalas livres ou ligeiramente soldadas e a corola é geralmente simpétala, hipogénica ou epigénica. Os estames são livres, normalmente em número de oito ou dez, e inserem-se em um ou dois verticilos. Os lobos das antenas são livres e geralmente afastados na parte superior. Os grãos de pólen formam geralmente tétradas. O gineceu tem quatro ou cinco carpelos, estiletes simples e estigma normalmente capitado. O ovário é, em regra, súpero, com um ou vários óvulos por lóculo.
O fruto pode ser uma drupa, baga ou cápsula.
Algumas Ericáceas são plantas ornamentais, como as dos géneros Kalmia, Rhododendron e Gaultheria. Outras são usadas na alimentação, como, por exemplo, o Arbutus unedo (medronheiro) e o Vaccinium myrtillus (mirtilo).
A Erica cinerea, espécie que existe em Portugal, também conhecida por urze ou negrela, pode atingir um tamanho um pouco superior a meio metro. Encontra-se principalmente em terrenos siliciosos, mas tolera os terrenos calcários.
Como referenciar: Ericáceas in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-09-26 22:43:41]. Disponível na Internet: