Erik, «o Vermelho»

Explorador e chefe tribal oriundo da atual Noruega, nascido em Jären, cerca de 940 e falecido cerca de 1010.
Foi obrigado a fugir para a costa noroeste da Islândia devido a um crime de assassinato cometido por seu pai. Aí, ouvindo pescadores islandeses falarem de ilhas desconhecidas, parte à sua descoberta. Assim, cerca de 985, descobre a Gronelândia, empreendendo mesmo a sua colonização. Como tal, regressa em 988 para procurar colonos. Partem então 25 navios, só ali chegando 14. Os colonos instalam-se em fiordes na Gronelândia ocidental, abrigada dos ventos e do frio, na zona de Austerbygd. Erik instala-se em Brattahil, no Eriksfjord. Ali gozou de grande prestígio.
O seu filho, Leif Eriksson, que ajudou sempre o pai, introduziu o Cristianismo na Gronelândia, apesar da forte oposição deste.
Cerca do ano 1000, chega à América do Norte que batiza de Vinland, em virtude de por ver ali cepas bravas. Ainda promoveu a colonização da região (atual Nordeste dos E. U. A. e Sudeste do Canadá), tendo mesmo ali nascido uma criança, Snorri, mas tal desiderato nunca vingou.
Como referenciar: Erik, «o Vermelho» in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-11 15:07:46]. Disponível na Internet: