eritrócito

Componente celular do sangue, também designado por hemácia ou glóbulo vermelho. Os eritrócitos são as células mais numerosas do sangue e, com exceção dos mamíferos Camelídeos, são anucleados, com formato de um disco bicôncavo e avermelhados. Estas células, com origem nos eritroblastos do tecido mieloide da medula vermelha óssea, inicialmente possuem núcleo e não têm cor. Nos mamíferos, exceto nos Camelídeos, o núcleo durante o desenvolvimento do eritroblasto - eritropoiese - desaparece. A cor vermelha que os eritrócitos apresentam, quando maduros, é devida à presença, no seu interior, de uma proteína com estrutura quaternária, à qual está associada um grupo heme, com átomos de ferro - a hemoglobina.
Os eritrócitos desempenham funções de transporte de gases respiratórios, principalmente oxigénio, que se liga de um modo reversível à hemoglobina. O monóxido de carbono, pelo contrário, forma ligações (quase) irreversíveis, impedindo o transporte de oxigénio até às células e desencadeando um processo de asfixia.
No ser humano adulto, existem cerca de 5 milhões de hemácias por ml de sangue, com um tempo médio de duração de 120 dias. Findo este tempo, são eliminadas no fígado e no baço e substituídas por outras idênticas.
Como referenciar: eritrócito in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-04-02 13:02:52]. Disponível na Internet: