Ermida de Paiva

Nos arredores de Castro Daire, vila antiga do distrito de Viseu, situa-se a românica Ermida de Paiva. Este pequeno templo do século XII foi fundado por Roberto, frade agostiniano da Ordem Presmontratense. A ermida é também conhecida por Templo das Siglas, devido ao facto de ter uma profusão de cantarias contendo os mais diversos sinais medievais.
A sua frontaria granítica é rasgada por um portal de arco ligeiramente quebrado e recortado, apoiado em pequenas colunas capitelizadas. O tímpano ostenta uma cruz bizantina e é encimado por pequeno óculo. No remate da empena mostra-se uma cruz de terminações floridas. Numa das paredes laterais rasgam-se três janelas ladeadas por colunelos. A capela-mor apresenta uma incomum e interessante planta poligonal. Em redor da cornija superior corre uma série de modilhões com relevos de máscaras e diversos motivos geométricos e fitomórficos.
O interior é austero e pouco iluminado, apresentando corpo de uma só nave coberto por belo teto de madeira com laçarias mudéjares. O arco de entrada da capela-mor é sobrepujado por nova e luminosa abertura circular. A cabeceira está coberta por uma robusta abóbada de berço quebrado. Os capitéis das colunas no interior da igreja são esculpidos com diversos motivos zoomórficos, realçando-se aqueles que se inserem no lado do Evangelho e que representam dois pelicanos.
Como referenciar: Ermida de Paiva in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-10 03:02:47]. Disponível na Internet: