escorbuto

Doença provocada por carência de vitamina C ou ácido ascórbico. No passado, esta doença vitimou sobretudo os marinheiros, os exploradores, os habitantes das cidades sitiadas, isto é, as pessoas privadas durante muito tempo de alimentos frescos e obrigadas a alimentarem-se exclusivamente de conservas (peixe seco, biscoitos, etc.). É caracterizada por hemorragias e inchaço das gengivas, com queda dos dentes. As hemorragias estendem-se a diversas partes do corpo em pouco tempo, e em fase avançada ocorre a morte.
Nas crianças alimentadas com leite esterilizado, pode ocorrer o escorbuto infantil ou enfermidade de Barlow, com sintomas idênticos aos do escorbuto do adulto, acompanhados de dificuldades na ossificação do esqueleto. A fragilidade dos capilares que origina as hemorragias características do escorbuto deve-se ao papel desempenhado pela vitamina C na formação de substâncias intercelulares. Ao faltar esta vitamina, as células que formam a parede dos capilares sanguíneos perdem parte do cimento que as une, deixando espaços entre elas, pelo que o sangue extravasa.
As formas agudas do escorbuto já não são vulgares. Contudo, esta doença ainda existe, de um modo suave, por vezes oculto, manifestando-se principalmente em crianças e em pessoas de idade.
Alimentos ricos em vitamina C que não sejam frescos ou que sejam cozidos, como é o caso da batata ou da couve, apresentam esta vitamina totalmente ou parcialmente destruída. Pelo contrário, os frutos ácidos (laranjas, limões, tangerinas, kiwis, etc.) são excelentes anti-escorbúticos.
Como referenciar: escorbuto in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-10-01 19:13:04]. Disponível na Internet: