espuma

Uma espuma consiste num sistema disperso composto por um gás ou um líquido, que se estrutura de forma especialmente ligeira, quando a tensão superficial do líquido é muito pequena ou quando foi reduzida pela adição de materiais superficialmente ativos, como por exemplo o sabão.
Uma espuma sintética é a designação atribuída aos plásticos ou borrachas em forma de espumas (com células fechadas) ou esponjosos com células abertas e intercomunicantes).
No seu fabrico utilizam-se diversos processos. Um deles consiste em misturar a massa líquida em bruto com muito sal comum, o que provoca uma gelificação, extraindo-se o sal (esponjas de viscose). Outro processo consiste em insuflar o polímero por meio de gás nele dissolvido. Esse gás pode introduzir-se sob pressão elevada ou formar-se dentro do polímero por reação química (borracha esponjosa e espuma de borracha, por exemplo moltopreno).
As espumas sintéticas são cada vez mais utilizadas em isolamentos térmicos e acústicos, enchimento de colchões e almofadas, em placas para construções ligeiras, assim como em embalagens e decoração.
Como referenciar: espuma in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-11-30 18:02:11]. Disponível na Internet: