estratificação (geologia)

A estratificação consiste na disposição característica das rochas sedimentares, em camadas ou leitos sobrepostos. Esta disposição resulta das condições de sedimentação, pois a sua variação e repetição origina estratos de diversa natureza. Os estratos diferem pela cor, pela composição mineralógica e pela granulidade.
As superfícies planas que separam os estratos designam-se juntas de estratificação. Cada estrato fica intercalado entre dois: um teto, que é o estrato que o recobre; e um muro, que é o estrato que fica por baixo.
A estratificação pode ser concordante e paralela quando os estratos se dispõem paralelamente. Uma estratificação paralela pode encontrar-se no perfil de um solo. O húmus, componente orgânico do solo, de cor que varia entre o castanho-escuro e o preto, é a camada superficial. Quando o agente de transporte desliza sobre uma superfície topográfica inclinada, a deposição de sedimentos origina estratos inclinados - estratificação discordante ou oblíqua.
Pode, ainda, verificar-se uma estratificação entrecruzada. Este tipo de estratificação é revelador de variações na intensidade e/ou na direção do agente de transporte.
Se a velocidade ou a direção da corrente se altera, também muda a orientação dos estratos.
Como referenciar: estratificação (geologia) in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-11-26 03:18:33]. Disponível na Internet: