Ethel Barrymore

Atriz norte-americana, Ethel Mae Blythe, de seu nome verdadeiro, nasceu a 15 de agosto de 1879, em Filadélfia, e morreu a 18 de junho de 1959, em Beverly Hills. Sonhava ser pianista, mas acabou por optar pela arte da representação, acabando por ficar conhecida como a primeira-dama do teatro americano.
Estreou-se em 1894 na peça The Rivals e atingiu a fama no palco uns anos mais tarde com Captain Jinks of the Horse Marines (1901). No cinema, fez a sua estreia em The Nightingale (1914). Era irmã de dois atores conceituados, John e Lionel, com quem chegou a contracenar no filme Rasputin and the Empress (1932). Em 1936, anunciou a sua retirada do teatro; porém, no ano seguinte, voltou a atuar na peça The Ghost of Yankee Doodle. Três anos depois, obteve um sucesso estrondoso na peça The Corn is Green. Em 1944, aceitou o convite de Cary Grant para interpretar o papel de sua mãe em None But the Lonely Heart, acabando por ser premiada com o Óscar de Melhor Atriz Secundária. Teve outras interpretações notáveis em The Spiral Staircase (1946) e The Paradine Case (O Caso Paradine, 1947), pelos quais foi nomeada para o Óscar de Melhor Atriz Secundária. Fez ainda The Farmer's Daughter (1947); o drama realizado por Elia Kazan Pinky (Herança Cruel, 1949), pelo qual recebeu nova nomeação para o Óscar de Melhor Atriz Secundária; Kind Lady (1951); e Deadline U.S.A. (A Última Ameaça, 1952).
Como referenciar: Ethel Barrymore in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-09-21 05:36:02]. Disponível na Internet: