Europa (personificação)

Europa, o velho continente, aparece na mitologia como uma bela princesa nascida no Mediterrâneo. Filha de Agenor, rei fenício de Sídon, divertia-se na praia com as suas companheiras quando Zeus, que se enamorara dela, lhe aparece, transformado em Touro branco. Europa depois de acariciar o animal, subiu para o seu dorso e este, de repente, lançou-se numa corrida desenfreada sobre as ondas, vindo a pousá-la na ilha de Creta. Diz a lenda que aí se entregou a Zeus, tornando-se mãe de uma descendência de príncipes que iriam dominar toda a Terra, conforme canta um poema de Mosco de Alexandria.
O primeiro poema de Mensagem, de Fernando Pessoa, recorrendo a uma visão antropomórfica da Europa, apresenta-a, também, como efígie de uma mulher. No poema, a Europa surge jazendo sobre os cotovelos e com um "olhar esfíngico e fatal" que fita o mundo; e "o rosto com que fita é Portugal". Também Camões parece conhecer o mito da Europa personificada ao ver a "nobre Espanha" como cabeça da Europa e o Reino Lusitano como "quási cume da cabeça / De Europa toda" (canto III, 17, 20).
Como referenciar: Porto Editora – Europa (personificação) na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-11-28 11:05:14]. Disponível em