Evelyn Hooker

Psiquiatra e professora norte-americana, Evelyn Gentry Hooker nasceu a 2 de setembro de 1907, em North Platte, no estado do Nebraska, e faleceu a 18 de novembro de 1996, em Santa Mónica, no estado da Califórnia.
Em 1928, formou-se em Psicologia pela Universidade do Colorado e, reconhecido o seu talento, permaneceu a trabalhar como monitora, durante um ano, naquele estabelecimento. Posteriormente, a jovem mudou-se para a Universidade de Johns Hopkins, em Baltimore, onde concluiu o doutoramento em Psicologia, em 1932.
Começou a lecionar, numa instituição de ensino superior, nos arredores de Baltimore, mas ficou doente com tuberculose, em 1934, o que a obrigou a ficar, durante dois anos, num sanatório da Califórnia, para recuperar a saúde. Em 1937, ganhou uma bolsa para estudar no Instituto para a Psicoterapia, em Berlim. Em 1939, após ter regressado ao seu país, tornou-se investigadora e professora associada em Psicologia, na Universidade da Califórnia e na de Los Angeles (UCLA). Aposentou-se em 1970, mas continuou o seu trabalho de investigação.
Em 1953 e apesar de se viver na era do conservador McCarthy, Hooker conseguiu obter uma bolsa de investigação, no Instituto Nacional de Saúde Mental, para estudar os homossexuais não-clínicos e compará-los com um grupo de heterossexuais. A homossexualidade, na altura, era vista como um distúrbio emocional grave e pervertido. O seu trabalho foi reconhecido e a bolsa de investigação foi renovada até 1961. Após vários testes de grupo, Hooker considerou que não havia diferenças psicológicas mesuráveis entre homossexuais e heterossexuais e que, apesar da homossexualidade existir, ela adequava-se a padrões normais de comportamento humano.
Dos vários trabalhos publicados distinguem-se os artigos "A Preliminary Analysis of Group Behavior of Homosexuals" (1956), publicado no Journal of Psychology, "The Adjustment of the Male Overt Homosexual" (1957), apresentado no Journal of Projective Techniques e o artigo "Parental Relations and Male Homosexuality in Patient and Non-patient Samples" (1969), publicado no Journal of Consulting and Clinical Psychology.
Evelyn Hooker recebeu dois prémios, o Research Career Award (1961) e o Award for Distinguished Contribution to Psychology in the Public Interest (1991) pela Associação Americana de Psicologia. Foi criado um centro de estudos com o seu nome - Centro Evelyn Hooker para a Saúde Mental de Gays e Lésbicas pela Universidade de Chicago. Em 1992, David Haugland realizou um filme documentário intitulado Changing Our Minds The Story of Dr. Evelyn Hooker.
Como referenciar: Evelyn Hooker in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-12-03 06:54:53]. Disponível na Internet: