exibicionismo

Exibicionismo é uma perturbação qualitativa da sexualidade. Só se fala em perversão sexual quando o comportamento desviante substitui de forma quase completa ou exclusiva as condições mais habituais de atividade sexual. O exibicionismo é um desvio quanto ao objetivo sexual.
É uma parafilia ou perversão sexual cujo foco principal envolve a exposição dos próprios órgãos genitais a um estranho. Ao exibir os seus órgãos genitais, o exibicionista assegura a si mesmo que não é castrado. Geralmente não existe qualquer tentativa de uma atividade sexual adicional com o estranho. Em alguns casos, o indivíduo está consciente de um desejo de surpreender ou chocar o observador. Esta reação de choque ajuda-o a lidar com a sua angústia de castração e dá-lhe um sentimento de poder sobre o sexo oposto. Em alguns casos o indivíduo tem a fantasia sexual de que o observador ficará sexualmente excitado.
Stoller, em 1985, assinalou que os atos exibicionistas reativam uma situação em que o agressor, no passado, se sentiu humilhado por mulheres. Assim, ele vinga-se dessa humilhação sentida, chocando mulheres que não conhece. A exposição dos genitais também o fazem sentir mais valorizado, reforçando a sua identidade masculina, já que frequentemente estes homens revelam uma insegurança acerca da sua masculinidade.

Como referenciar: exibicionismo in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-09-27 20:40:35]. Disponível na Internet: