Felice Beato

Felice Beato nasceu em 1825, não havendo certezas quanto ao seu local de nascimento.
Aliás, durante muitos anos, julgou-se que Felice Beato e o irmão António Beato eram a mesma pessoa. A confusão surgiu do facto de ambos os nomes aparecerem juntos em várias fotografias. Mas o mistério foi recentemente resolvido, quando foram encontradas provas da presença simultânea de Beato em dois locais distintos.
Aliás, a investigação terá descoberto uma carta que o irmão António terá redigido a um jornal da época esclarecendo que ele - António - não tinha sido o autor das fotografias que tinham estado em exibição em Londres, mas sim o seu irmão Felice Beato, do Japão. Felice Beato - o irmão fotógrafo - viveu principalmente no continente asiático, onde se dedicou a fotografar nos mais variados países, desde a India à Crimeia, passando pelo Japão, pela Palestina e por diversos outros países.
Beato foi o primeiro fotógrafo de guerra e, como tal, teve a oportunidade de acompanhar vários conflitos armados no continente asiático.
Tornou-se conhecido pelas fotografias que registou durante a Guerra da Crimeia, em 1855, e durante o motim indiano em 1858. Em 1860 fotografa a Guerra do Ópio, na China. Alguns anos mais tarde, já em 1885, fotografa as guerras do Sudão.
Mas Beato não se dedicou apenas a fotografar cenários de guerra. Em 1863, já a residir no Japão, produziu centenas de retratos etnográficos e paisagens. Três anos mais tarde é contratado para acompanhar uma expedição de paz norte-americana à Coreia. Nessa altura, e embora já fosse um fotógrafo famoso, conseguiu registar imagens espantosas do combate que deflagrou depois de gorados os esforços diplomáticos norte-americanos.
Ainda assim, e apesar da sua larga experiência em acompanhar conflitos armados, foram as imagens que Beato registou durante a sua estadia no país do Sol Nascente, onde viveu durante mais de vinte anos, que lhe conferiram notoriedade.
Depois de 1884, mudou-se para a Índia e terá morrido na Birmânia, em 1908.
Como referenciar: Felice Beato in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-09-30 04:51:08]. Disponível na Internet: