Fernando Gil

Filósofo e ensaísta português nascido em 1937, em Muecate, Moçambique, e falecido a 19 de março de 2006, em Paris, França. Fez os estudos secundários em Moçambique e frequentou o curso de Sociologia na Universidade de Witewatersrand, em Joanesburgo, na África do Sul. Seguidamente, partiu para Portugal, onde se licenciou em Direito na Universidade de Lisboa e, já em Paris, tirou o curso de Filosofia na Universidade de Sorbonne, a mesma onde mais tarde fez o doutoramento com a tese La logique du Nom, publicada em 1972. Por essa altura, foi tradutor de vários autores estrangeiros, entre eles Karl Jaspers.
Em 1976 ingressou como docente na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e, três anos depois, passou a fazer parte do Departamento de Filosofia da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, tendo sido lá professor catedrático desde 1988. Entretanto, a partir de 1985, integrou a direção da Sociedad de Filosofia Iberoamericana. Foi, um ano mais tarde, escolhido para Directeur d'études da École des Hautes Études en Sciences Sociales, onde já tinha sido aluno titular. Ao longo da sua carreira docente, foi professor visitante em várias universidades do mundo.
O seu interesse pela cultura e literatura portuguesas, levou-o a diretor do Centre d'Études Portugaises na década de 90. Era também coordenador de seminários.
Para além dessas funções, foi consultor de Mário Soares, durante os mandatos presidenciais, e de Mariano Gago, ministro da Ciência, que anunciou a criação de um Prémio Internacional Fernando Gil, sobre o desenvolvimento da filosofia, à data da morte do filósofo.
É autor de várias obras, de que são exemplo, Mimésis e Negação (Lisboa, 1984), Traité de l'Évience (Grenoble, 1993) e Viagens do Olhar: Retrospeção, Visão e Profecia no Renascimento Português (coautoria com Hélder Macedo; Porto, 1998), assim como de vários ensaios e artigos em revistas, e de discursos em colóquios. Foi o fundador da revista Análise, e redator em diversas revistas e outras publicações como as enciclopédias Universalis e Britannica.
As obras Mimésis e Negação e Viagens do Olhar: Retrospeção, Visão e Profecia no Renascimento Português foram galardoadas com o Prémio Pen Club.
Durante o percurso da sua carreira foi alvo de várias distinções, entre elas o Prémio Pessoa, em 1993, o título de Grande Oficial da Ordem do Infante D. Henrique, em 1992, entregue pelo então Presidente da República Mário Soares, o título de Cavaleiro da Ordem das Palmas Académicas, em 1995, entregue pelo governo francês, e o título de Doutor Honoris Causa, em 1998, pela Universidade de Aveiro.
Como referenciar: Porto Editora – Fernando Gil na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-25 14:19:43]. Disponível em