Fernando II de Leão

Rei leonês, nascido em 1136 e falecido em 1188, em Zamora, filho de Afonso VII e de D. Berenguela.
O herdeiro do reino de Leão chegou ao trono a 21 de agosto de 1157 e veio a acumular a governação do reino de Castela enquanto regente até o seu sobrinho Sancho III (1158) atingir a maioridade. Durante o seu reinado, a ocupação de Limia e de Toroño por Afonso Henriques, o primeiro rei português, gerou um conflito entre os dois reinos, que se manteve de 1163 até 1165. A guerra foi resolvida com o encontro dos dois monarcas em 1165 onde foi acordada a devolução dos territórios tomados pelo rei português e foi celebrado o contrato de casamento entre o rei de Leão e a infanta portuguesa Urraca Afonso. Neste período de governação de Fernando II, Geraldo Sem Pavor cercou a cidade de Badajoz. O rei leonês veio em socorro dos sitiados e mandou aprisionar o seu sogro, libertando-o de seguida. D. Afonso Henriques tentou tirar proveito da disputa entre Afonso VIII de Castela e Fernando II de Leão, contudo foi derrotado em Arganal, perto de Ciudade Rodrigo. D. Fernando entrou em guerra com o povo de Navarra e auxiliou Afonso Henriques a expulsar os muçulmanos quando o sultão almóada Abu Yacub sitiou Santarém. Foi, ainda, criador da Ordem Religiosa e Militar de Sant'Iago de Compostela (1175).
Como referenciar: Porto Editora – Fernando II de Leão na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-18 13:53:19]. Disponível em