fidalgo

Esta palavra foi originada etimologicamente pela expressão filho de algo, descendente de alguém com posses ou de categoria social proeminente. Tradicionalmente, designa uma pessoa que pertence a uma classe superior por nascimento e não por nobilitação.
Terá passado ao uso português a partir do castelhano hijo d'algo, aparecendo em Portugal nos finais do século XII ou início do XIII e expandindo-se rapidamente a sua utilização a partir do século XIV.
Este estatuto tinha usualmente muitos direitos e privilégios, havendo também distinções entre os fidalgos: havia os fidalgos de grande solar (mais importantes e com maior grau de nobreza), solar notório, solar conhecido e de cota de armas ("guerreiros apenas, nobilitados pelos feitos menores de armas, às vezes sem terras ou título de família").
Estes títulos dependiam do maior ou menor poder social, económico e antiguidade comprovada da família, subdividindo-se ao longo dos tempos em muitos outros.
Como referenciar: fidalgo in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-10 13:47:34]. Disponível na Internet: