filologia

Termo de origem grega (philos que significa gosto, amor e logos, que significa palavra) que designa o estudo das línguas, ou de uma língua, especificamente, numa perspetiva de história literária e gramatical.

A filologia estende-se à linguística, à antropologia cultural e à literatura.
Em linguística, filologia é o estudo científico das relações e da história das línguas, baseado particularmente na análise dos textos. Em antropologia cultural, filologia realiza o estudo e análise de textos antigos, procurando compreender, especificamente, uma época histórico-cultural ou um povo.

Em literatura, o termo designa não só o estudo geral da literatura, como também o estudo crítico dos textos literários.

As principais áreas de estudo da filologia são a paleografia, a codicologia, a manuscriptologia e a bibliografia material. Apesar destas disciplinas funcionarem de forma independente, é a sua combinatória que permite conhecer, com mais qualidade científica, a criação e transmissão de textos originais.

A filologia surge, no século III a. C., com um grupo de gramáticos, como Aristófanes de Bizâncio, Aristarco e Zenódoto, da escola helenística da Alexandria, que procuravam interpretar e recuperar criticamente o texto original de vários poetas gregos, sobretudo, de Homero.

A partir do século II a. C., Roma contacta com essas metodologias e, entre os séculos VIII e XII, com a chegada do Cristianismo, os filólogos bizantinos começam a dar mais importância ao conhecimento da génesis dos textos bíblicos em detrimento dos textos clássicos.

No século XV, com a chegada dos filólogos bizantinos a Itália, aparecem as primeiras edições de textos gregos e latinos e, no século XVI, surgem as primeiras edições com critérios científicos sobre os manuscritos originais, dando assim origem à moderna metodologia de investigação filológica.

No século XIX e XX, a filologia foi cultivada por grandes filólogos como Vinton A. Dearing, Joseph Bédier, Georges Dumézil, Noah Webster, Ramón Pidal, António Houaiss e, em Portugal, por Cunha Rivara, Augusto Soromenho, Francisco Adolfo Coelho, Rodrigues Lapa e Herculano de Carvalho.


Como referenciar: filologia in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-12-11 16:26:52]. Disponível na Internet: