Artigos de apoio

Filomena Cabral
Poeta, ficcionista e jornalista portuguesa, nascida em 1944, viveu em Angola na década de 60 onde foi tradutora e bibliotecária. Foi cofundadora da revista Serpente e tem colaborado em vários jornais e revistas, destacando-se: O Primeiro de janeiro, Jornal de Notícias, O Comércio do Porto, Diário de Lisboa, Jornal de Letras e Letras & Letras.
Apesar de ter começado pela poesia em 1976, com Sol Intermitente, e Poemas do Amor e da Morte (1977), é na ficção que se revela, sobretudo, a partir do romance Tarde de mais Mariana (1985). De destacar na sua obra: Os Anjos Andam Nus (1985), Maldamor (1988), Prantos (1992) e Madrigal (1993). Ainda no campo da ficção Filomena Cabral editou Um Amor Cortês (1996), Em Demanda da Europa (1997), Viagem. Memória e Sertão e Ouro. Honor, Corsários, Ilusiones (2000) e Mar Salgado (2002).
Em 1993, ganhou o Prémio Especial de Literatura Portuguesa da Associação Paulista de Críticos de Artes, São Paulo, Brasil e, no ano seguinte, a Câmara Brasileira do Livro atribuiu-lhe um Diploma de Mérito Cultural pela presença na Feira Internacional de Cultura de Brasília.
Membro da Academia Lusíada de Ciências, Letras e Artes em São Paulo, foi nomeada, em 2001, "Womem of the Year" pelo American Biographical Institut.
Como referenciar: Filomena Cabral in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-08-18 17:37:15]. Disponível na Internet: