Filomeno da Câmara

Oficial da Armada (1893-1934), foi progredindo na sua carreira militar até se ter tornado capitão de mar-e-guerra em 1929. Em 1931 ocupou o posto de comodoro, comandando dez navios a bordo do "Guadiana"
Foi governador de Timor entre 1911 e 1913. Ligou-se ao coronel Raul Esteves e ao general Sinel de Cordes na chefia da revolução de 18 de abril de 1925.
Durante o movimento militar de 28 de maio de 1926 teve um papel muito importante, sendo posteriormente nomeado Ministro das Finanças. Foi-lhe concedido intencionalmente em 1929 o cargo de alto-comissário de Angola, porque a sua presença em Lisboa tornou-se incómoda devido às suas posições de intransigência. Viu-se obrigado a interromper a funções devido a uma revolta que ocorreu em Luanda em 1930.
Como referenciar: Filomeno da Câmara in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-15 02:57:23]. Disponível na Internet: