física de partículas

A física de partículas consiste no estudo das partículas que constituem os átomos (subatómicas) e das suas interações. Até ao momento, já foram identificadas e classificadas em classes mais de 300 partículas subatómicas, segundo a sua massa, carga elétrica, spin, momento magnético e interações.
Este ramo da física investiga, mediante a utilização de energia extremamente alta, as propriedades das partículas elementares, sua estrutura e as interações a que estão submetidas, isto é, tenta dar resposta à questão como é constituída a matéria. Um dos principais sucessos é a demonstração de que todas as partículas se podem transformar umas nas outras ou criarem-se a partir de energia sempre que não o impeçam determinadas regras de seleção. As partículas foram inicialmente divididas em três classes: os leptões (os mais leves, como os eletrões), os mesões (intermédios, como os muões e piões) e os bariões (pesados, tais como os nucleões e outras ainda com maior quantidade de massa).
Uma classificação mais correta e útil é realizada dividindo as partículas no que se refere às suas interações. Deste modo, distinguem-se duas categorias principais: os hadrões, que interagem através da força forte, e os leptões, que não interagem através dessa força.

Como referenciar: física de partículas in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-18 22:02:12]. Disponível na Internet: