fluxos

Movimentos ou transferências de bens ou valores entre dois ou mais agentes económicos, normalmente avaliados a partir de uma referência temporal (ano, mês, semana, etc). Em termos económicos, o conceito de fluxo é utilizado a vários níveis, designadamente na contabilidade e gestão financeira das empresas e na contabilidade nacional. Ao nível da contabilidade nacional, a deteção e medida de fluxos é importante para avaliar os movimentos da economia, ou seja, as trocas e transações que se verificam entre os vários agentes económicos durante um determinado período de tempo. Ao nível empresarial, a análise de fluxos é também naturalmente importante e corresponde também à avaliação dos movimentos efetuados por uma empresa em determinados períodos de tempo. Por exemplo, a rubrica contabilística Vendas representa um fluxo da empresa, enquanto o mapa de Demonstração de Resultados representa precisamente vários fluxos normalmente avaliados por um período de um ano.
Os fluxos podem ser reais, quando está em causa o movimento de bens e serviços, avaliados em termos de quantidades, ou financeiros (ou monetários), quando o que está em causa são movimentos de moeda, eventualmente como contrapartida de fluxos reais. Os fluxos opõem-se aos stocks, que correspondem a grandezas cuja avaliação é efetuada através da reportação num determinado momento.
Como referenciar: Porto Editora – fluxos na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-21 05:39:28]. Disponível em