Fonte das Figueiras

Próximo das desaparecidas Portas de Atamarma, que integravam a muralha de Santarém, localiza-se a refrescante e bucólica Fonte das Figueiras, obra pública de abastecimento de água à população da freguesia de S. Salvador. Milagrosamente, a Fonte das Figueiras permaneceu inalterada até ao presente, conservando todas as características estruturais e estilísticas do gótico do século XIV. Pela sua raridade e qualidade estética, este fontanário do gótico trecentista é uma das obra mais significativas em território nacional.
A Fonte das Figueiras insere-se numa luxuriante e densa vegetação, num aprazível recanto a que se acede através de desniveladas escadarias, estando a sua estrutura adossada à antiga cerca medieval escalabitana e que sobrevive, em parte, numa das colinas da cidade.
As suas formas do gótico ogival trecentista materializam-se num equilibrado e robusto alpendre, rematado por uma série de merlões piramidais. A sua estrutura é rasgada por três arcos ogivais que descansam em pequenas colunas adossadas e com capitéis de cariz vegetalista, estando coberta por uma encantadora abóbada de nervuras que abriga uma nascente de águas frescas. O alpendre gótico das Figueiras é sustido pela robustez das muralhas ameadas, desenvolvendo-se lateralmente um comprido tanque de pedra.
Como referenciar: Fonte das Figueiras in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-09-18 12:12:51]. Disponível na Internet: