Fórmula 1

Desde a invenção do automóvel que se começaram a criar competições. A primeira corrida de que há registos realizou-se em França, em 1894, entre Paris e Rouen. Estas provas tinham lugar em estradas públicas, não havendo circuitos próprios.

As corridas automobilísticas foram proibidas em Inglaterra e na Alemanha. Foi em França que a modalidade começou por ganhar mais entusiasmo, apesar de os franceses também terem banido as provas de velocidade por duas vezes, em 1901 e 1903, devido à ocorrência de acidentes mortais.
A indústria automobilística e o governo francês chegaram a acordo para que as corridas se realizassem em áreas com pouca população e delimitadas por barreiras de proteção. Estas corridas em estradas fechadas significaram o início dos circuitos modernos. O primeiro Grande Prémio foi organizado em França, em Le Mans, em 1906. Apesar das várias tentativas para introduzir uma "fórmula" de corridas, estas provas permaneceram "livres" durante longo período de tempo.

Em 1950 nasceu finalmente a Fórmula 1 (F1), com a realização do primeiro campeonato mundial de pilotos, sob organização da Federação Internacional de Automobilismo (FIA). A corrida inaugural foi disputada no circuito de Silverstone, na Grã-Bretanha. O primeiro campeão do mundo foi o italiano Giuseppe Farina.

No ano seguinte, em 1951, o campeão foi o argentino Juan Manuel Fangio, que manteve o recorde de cinco títulos mundiais de piloto conquistados em 1951, 1954, 1955, 1956 e 1957, até 2003, ano em que Schumacher alcançou o sexto título mundial da categoria.

A Fórmula 1 registou bastantes evoluções desde a sua fundação, principalmente ao nível da potência, aerodinâmica e segurança dos carros, e na pontuação dos campeonatos. Rapidamente se tornou na categoria mais importante do automobilismo mundial, atraindo multidões e gerando um mercado de largos milhões de dólares.

1994 foi um ano negro para a Fórmula 1, com uma série de acidentes gravíssimos em provas, que culminou com as mortes do austríaco Roland Ratzenberger e do brasileiro Ayrton Senna da Silva, três vezes campeão do mundo e verdadeiro ídolo das multidões afetas a este desporto, durante a realização do Grande Prémio de San Marino. A FIA foi então obrigada a introduzir novas regulamentações de segurança na Fórmula 1.

Em Portugal, o primeiro Grande Prémio incluído no Mundial de F1 realizou-se no circuito da Boavista, no Porto, em 1958, passando no ano seguinte para o circuito de Monsanto, para voltar ao Porto em 1960. Após um interregno de 24 anos a Fórmula 1 voltou a realizar-se em Portugal, no autódromo do Estoril, onde se manteve anualmente até 1996.
Como referenciar: Fórmula 1 in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-16 21:31:20]. Disponível na Internet: