Artigos de apoio

Francisco Bugalho
Poeta português, nascido a 26 de julho de 1905, no Porto, e falecido a 29 de janeiro de 1949, em Castelo de Vide, pai do poeta Cristóvão Pavia, estudou Direito em Coimbra, aí convivendo com o grupo de escritores presencistas. Fixou residência no Alentejo, como funcionário no registo predial de Castelo de Vide. Colaborou em publicações que marcaram a poesia dos anos 30 e 40, como Presença ou Cadernos de Poesia. Herdeiro de Pessoa ipse, pelo desdobramento do eu ("...os fados em mim mesmo depuseram / Razões de ser e de não ser, contrárias / Nas emoções que, dentro de mim, cresceram / Tumultuosas, carinhosas, várias") e pela filiação num lirismo tradicional; descendente de Cesário por uma visão que subjetivamente transfigura a paisagem concreta, a poesia de Francisco Bugalho, em comunhão íntima com a natureza, ora tira dessa ligação um efeito lustral sobre o eu que nela encontra a calma e a eternidade, intuindo o que nela existe de inefável e sobrenatural ou adquire pelo confronto com a paisagem a consciência do seu sofrimento dando voz à dor de pensar, à desistência e ao cansaço.
Como referenciar: Francisco Bugalho in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-11-23 03:47:57]. Disponível na Internet: