Francisco Louçã

Político e economista português, de nome completo Francisco Anacleto Louçã, nascido 1956, em Lisboa, é doutorado em Economia pelo Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade Técnica de Lisboa, onde leciona. Dirigente do Partido Socialista Revolucionário (PSR), em cujas listas se candidatou a deputado à Assembleia da República (tendo falhado a eleição por um escasso número de votos), é diretor da revista Combate e membro da Associação Evolucionista Europeia de Economia Política. Em 1999, três fações assumidamente de esquerda - o Partido Socialista Revolucionário (PSR), o movimento "Política XXI" e a União Democrática Popular (UDP) - fizeram uma coligação que deu origem ao Bloco de Esquerda. Nesse mesmo ano, a coligação conseguiu eleger um grupo parlamentar, cujo mandatário nacional era João Nabais. Francisco Louçã é uma das figuras fortes da coligação, tendo atuado por várias vezes como porta voz na Assembleia da República.
Em 2005, anunciou a sua candidatura à Presidência da República, a par com Aníbal Cavaco Silva, Mário Soares, Manuel Alegre, Jerónimo de Sousa e Garcia Pereira. As eleições realizaram-se a 22 de janeiro de 2006 e Louçã ficou em penúltimo lugar nas percentagens de voto, com 5,31%.
Como referenciar: Francisco Louçã in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-10-20 21:45:13]. Disponível na Internet: