Franco Zeffirelli

Realizador e argumentista italiano, de seu nome verdadeiro Gianfranco Corsi, nasceu a 12 de fevereiro de 1923, em Florença.
Começou a sua carreira como ator nas produções teatrais de Luchino Visconti e trabalhou, depois, como seu assistente em filmes onde se destacam La Terra trema (A Terra Treme, 1948), Bellissima (Belíssima, 1951) e Senso (Sentimento, 1954). Mais tarde, Zeffirelli foi encenador e produtor de peças de teatro e de ópera em Milão, Londres e Nova Iorque, como, por exemplo, a tão conhecida La Boheme (1965).
Em 1957, estreou-se como realizador de cinema com Camping e, dez anos mais tarde, realizou a comédia dramática The Taming of the Shrew (A Fera Amansada), baseada na peça de William Shakespeare, com Elizabeth Taylor e Richard Burton nos principais papéis. Um ano depois, viria a realizar o seu filme mais amado e mais conhecido, Romeo and Juliet, pelo qual foi nomeado para o Óscar de Melhor Realizador. Em 1972, dirigiu Fratello Sole, Sorella Luna, uma biografia mal conseguida de São Francisco de Assis, após o qual fez uma incursão pela televisão ao realizar a mini-série Jesus of Nazareth (Jesus de Nazaré, 1977), a produção para televisão da história de Jesus Cristo com nomes sonantes como Robert Powell, Anne Bancroft, Claudia Cardinale e Ernest Borgnine.
Realizou depois o drama The Champ (O Campeão, 1979), com Jon Voight e Faye Dunaway, que obteve bastante sucesso comercial e, em 1981, fez Endless Love (Um Amor Infinito), protagonizado por Brooke Shields.
Filmou depois as versões para cinema das óperas La Traviata (1982), de Verdi; Pagliacci (1982); Cavalleria Rusticana (1982); e Otello (1986), de Verdi, todas protagonizadas por Plácido Domingo.
Realizou ainda Il Giovane Toscanini (A Vida do Jovem Toscanini, 1988), uma biografia musical com C. Thomas Howell e Elizabeth Taylor, considerado o filme mais obscuro da sua carreira; Hamlet (1990), uma adaptação da peça de William Shakespeare, bastante bem recebido pela crítica, com Mel Gibson no papel de Hamlet e Glenn Close como Gertrude; Jane Eyre (1996), um drama baseado no romance de Charlotte Bronte, protagonizado por Anna Paquin; e Tea with Mussolini (Chá com Mussolini, 1999), uma história autobiográfica baseada na própria infância de Zeffirelli.
Como referenciar: Franco Zeffirelli in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-15 11:31:54]. Disponível na Internet: