Fúria de Viver

Drama social realizado por Nicholas Ray em 1955, no original, intitulado Rebel Without a Cause e protagonizado por James Dean, Nathalie Wood, Sal Mineo e Dennis Hopper. O filme tornou-se um símbolo marcante de uma cultura adolescente que até então havia sido marginalizada por Hollywood e ajudou a catapultar James Dean para a fama, tendo o filme sido estreado duas semanas após a sua trágica morte. Dean interpreta o papel de Jim Stark, um jovem em constante conflito interior numa busca incessante da sua autoestima perdida e que mantém uma conflituosa relação com os seus pais, obrigando a família a mudar constantemente de cidade devido aos problemas causados pelo jovem delinquente. Jim torna-se amigo de Judy (Wood), uma adolescente a despertar para a sexualidade, e de Plato (Mineo), um órfão que idolatra Jim. Para afirmar a sua determinação em ser aceite pelo seu grupo de amigos, entra em atividades arriscadas, como luta de facas e o "Chicken Run" (corrida de alta velocidade). O argumento, da autoria de Stewart Stern, aliado à partitura musical de Leonard Rosenman, guindou o filme a uma aura de culto, apesar de ter sido ostracizado pela Academia, não recebendo qualquer nomeação para os Óscares.
Como referenciar: Fúria de Viver in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-09 05:29:05]. Disponível na Internet: