Futebol Clube de Penafiel

Futebol Clube de Penafiel foi fundado em 1951 por vontade dos habitantes da cidade, que desde 1949 não contavam com nenhuma equipa local. O FC Penafiel acabou por escolher as cores do extinto Sport Clube de Penafiel, camisola vermelha e calções pretos.
O clube optou por utilizar o estádio municipal, inaugurado em 1934, para os seus jogos em casa. O recinto, com capacidade para seis mil espectadores, inicialmente chamava-se Estádio das Leiras, mas após a Revolução de 1974 passou a denominar-se Estádio Municipal 25 de abril.
O Penafiel conquistou o seu primeiro título em 1954/55 ao vencer o campeonato distrital do Porto. Em 1963/64 ganhou o Distrital da I Divisão, o que lhe deu acesso aos campeonatos nacionais.
O FC Penafiel apenas em 1980 chegou à I Divisão Nacional e, logo na temporada de estreia, obteve a sua melhor classificação de sempre neste escalão, o 10.º lugar. A equipa era, na altura, orientada por Luís Miguel. Em 1980/81, o clube contou com o contributo do futebolista internacional António Oliveira, que acumulou as funções de jogador e treinador.
Em 1982, os penafidelenses desceram à II Divisão, para regressarem ao primeiro escalão em 1983, treinados por José Moniz. Durante três temporadas, a equipa aguentou-se na Primeira Divisão, mas viria de novo a ser despromovida em 1985/86. Contudo, nesta mesma época, a formação nortenha, treinada por Fernando Cabrita, conseguiu a sua melhor prestação na Taça de Portugal, já que só foi eliminada nas meias-finais pelo Benfica.
Em 1987/88, deu-se novo regresso à I Divisão, para mais uma vez atingir o décimo lugar. Desta vez o clube esteve cinco temporadas no escalão principal, mas não evitou nova descida em 1992.
Só em 2003/2004 o FC Penafiel conseguiu regressar à já então chamada Primeira Liga, sob a orientação técnica de Manuel Fernandes. O clube, presidido por António Oliveira (antigo jogador e selecionador nacional), construiu um projeto ambicioso e contratou diversos jogadores conceituados como Folha, Drulovic e Clayton. Contudo a temporada 2005/06 correu bastante mal e o Penafiel ficou em último lugar e desceu de divisão.
Vasco, que representou o FC Penafiel na década de 80 e início dos anos 90, foi quem mais vezes alinhou na equipa na I Divisão: 195 jogos. Pelo clube também passaram jogadores como Jorge Costa, Sérgio Conceição, Pedro Emanuel e Secretário, todos com posteriores passagens pelo FC Porto.
O FC Penafiel aposta bastante na formação de jogadores e em 2004 tinha perto de 500 jogadores juvenis inscritos. Nesse ano, o jovem Nuno Morais foi contratado pelo Chelsea, de Inglaterra, treinado por José Mourinho.
Como referenciar: Porto Editora – Futebol Clube de Penafiel na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-16 17:50:20]. Disponível em