genciana

Designação vulgar de plantas herbáceas do género Gentiana, da família das Gencianáceas. Distribuem-se por quase todo o globo.
A genciana Gentiana lutea é uma planta vivaz ou anual, com caule simples, robusto e ereto. As folhas são largamente ovadas, grandes e pentanérveas a septinérveas. As flores formam inflorescências cimeiras, terminais e axilares. A corola é rodada, de cor amarela, com tubo tubuloso, afunilado ou campanulado. Possuem nectários na base do ovário.
Esta espécie é espontânea nos altos da Serra da Estrela, atualmente difícil de encontrar. É aí conhecida por argençana-dos-pastores e genciana-amarela.
A Gentiana lutea é também conhecida em Portugal por genciana-das-boticas, genciana-das-farmácias e grande genciana. No Brasil é conhecida por genciana-dos-jardins.
É uma grande planta vivaz dos prados e das pastagens de alta montanha que cresce muito lentamente. Dá a primeira flor aos dez anos e pode viver cerca de sessenta anos, produzindo caules florais apenas de quatro em quatro anos ou de oito em oito. Pode atingir entre meio metro e um metro e trinta centímetros de altura. A sua raiz quando seca é utilizada no tratamento de anemia, perda de apetite, magreza, parasitose, etc.
São outros exemplos de gencianas a Gentiana nivalis (genciana-da-neve) e a Centaurium maritimum (genciana-da-praia).
Como referenciar: Porto Editora – genciana na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-12-05 20:08:23]. Disponível em